PÁGINA INICIAL ENDEREÇO FALE CONOSCO Piauí, 03 de Julho de 2020
filiado à
  
09/06 - Veja mais notícias - GERAL

Dataprev desrespeita seus trabalhadores na Campanha Salarial. As assembleias da categoria darão uma resposta


A Dataprev brinca com a vida dos trabalhadores/as e o vírus do autoritarismo parece que contaminou os gestores da Dataprev ao não receberem a resposta que esperavam dos representantes dos trabalhadores e trabalhadoras na primeira mesa de negociação da Campanha Salarial 2020, quando propuseram retirada de direitos como a 13ª cartela de tíquete e ofereceram ZERO de reposição salarial.

Passada a segunda  mesa, com a terceira agendada em ata, a empresa desmarcou a reunião para prosseguimento das negociações, com alegações diversas que não convencem  tendo em vista que já se passaram 40 dias da data base, 1º de maio e já estão a quase 90 dias com a pauta dos trabalhadores.

Essa postura da empresa demonstra o desprezo pelos direitos de seus trabalhadores e trabalhadoras. Além do estresse pelo qual estão passando – como toda a população brasileira – por conta da pandemia que ceifa vidas diariamente, são obrigados a conviver com a ansiedade por ver seus direitos trabalhistas e seu poder aquisitivo ameaçados, graças à falta de comprometimento da Dataprev para com uma negociação coletiva transparente e justa.

A Dataprev que aparece na mídia como vanguarda na geração de soluções tecnológicas, não é a mesma que se apresenta na hora de negociar com quem realmente arregaça as mangas, faz acontecer e demonstra, com atos e resultados, a importância do papel social da empresa para com a sociedade brasileira.

Os trabalhadores e trabalhadoras que estão sendo tratados com descaso pela direção da empresa, que segue à risca as orientações de direitos mínimos do governo para resolver a crise econômica gerada por sua própria incapacidade de atrair investimentos, são os mesmos que dão seu sangue e suor, trabalhando dia e noite – em plena pandemia – para viabilizar os sistemas que possibilitam o pagamento do auxílio emergencial a milhões de brasileiros e brasileiras em estado de necessidade extrema.

Some-se a esse absurdo ataque aos direitos duramente conquistados o fechamento arbitrário das regionais da empresa, com demissões desnecessárias de trabalhadores e trabalhadoras experientes, além do encarecimento abusivo do plano de saúde (Geap), com aumentos extorsivos, e temos um quadro de total descaso da empresa (e do governo) para com o corpo funcional.

Mesmo diante da aparente vocação autoritária da direção da Dataprev, a representação dos trabalhadores e trabalhadoras vai persistir na tentativa de fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho pela via negocial.

Queremos mesa de negociação, com propostas decentes para que seja possível um diálogo produtivo em defesa dos trabalhadores e trabalhadoras da Dataprev!

O Comando Nacional de Campanha ocorrido, ontem, aprovou a orientação para que os estados realizem assembleias até 12 de junho de 2020.


SINDPD/PI Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados do Estado do Piauí
Rua Gov. Arthur de Vasconcelos, 150 - Ed. Mile Sala 112, Centro - CEP: 64000-450
Fone (86)3221-1142 Fax (86)3221-4555